28/09/08

...passar a palavra!


"Tudo é memória!", escreveu um dia o Professor Óscar Gonçalves.
Mas, há quem não saiba que as memórias dos outros
são tão importantes como as nossas...
Li isto aqui , depois do alerta feito por Rui Bebiano aqui.
Quem teve familiares, amigos, conhecidos (ou apenas se mantém
bem informado ou leu a história da Pide escrita pela Irene F.Pimentel, pelo menos!) que passaram por Peniche/Forte= Prisão
não pode fazer de conta.
Passar a palavra é o mínimo!

27/09/08

...dedicatória especial ao RCP e ao LM

Um francês entra num bar.

Tem um papagaio vestido de smoking no ombro.

O barman diz:

- Meu Deus, que lindo! Onde arranjou isso?

O papagaio responde:

- Na França. Lá tem milhões de sujeitos iguais a este.


Thomas Cathcart e Daniel Klein in "Platão e um ornitorrinco entram num bar"

21/09/08

...they're our best friends, indeed!I mean dogs, cats, aso!!!





Did you know that just being in your pup's presence makes you healthier? Here's what the latest research suggests:

• Petting your pup boosts production of pleasure hormones in the brain, helping to keep your stress and blood pressure at healthy levels.
• Canine company aids the recovery of heart attack patients and has a calming effect on people with Alzheimer's.
• Regular walks with your dog lift your mood and improve your fitness.
• Kids who grow up with dogs seem to have stronger immune systems and may be less likely to develop asthma, eczema, and pet allergies later in life.


DogAge <1.63290.31303637313739@ramailer.realage.com

...opinião, só isso!

Quem é apenas escritor/a, nem escritor/a chega a ser...
Isto prova que os/as há em plenitude social e humana.

18/09/08

...é bom receber presentes feitos de palavras!


"Foi a minha mãe que me ensinou a escrever: a minha mãe ensinou-me a escrever.
Primeiro apenas algumas letras, simples esquemas quase geométricos, soltos mas que assim sozinhas eram já expressão possível pelo menos para mim que perguntava muitas vezes é?

A minha mãe ensinou-me a escrever. A maior parte das vezes para que pudesse assinar os desenhos e as colagens e as pinturas e os recortes, para que não tivesse outro que o fazer ou para que não fosse alguém levá-los, usurpá-los, confundi-los,copiá-los ou simplesmente perderem-se e nunca mais se acharem.
E, penso, por razões sobretudo de sobrevivência dos documentos de mim, a minha mãe me ensinou a escrever. Primeiro o meu nome. O meu primeiro nome. Em letra maiúscula e de imprensa, em folhas brancas, sem linhas, nos espaços desocupados pelas imagens.

Depois aprendi os números."



Marta Bernardes in "Arquivo de nuvens"

06/09/08

...hoje já não é inverno

















Ontem foi inverno. Sem o frio.
Saí e fui até à ponte.
O rio, o mar, as duas cidades.
Lembrei-me de quando era criança, o meu pai levou-me lá,
pegou-me ao colo, apontou para o horizonte e falou serenamente ao meu ouvido:
"Vês? É ali que o mundo acaba e o céu começa."
Eu perguntei-lhe o que era o céu.Ele respondeu que o céu era o mundo ao contrário.
Se ele ainda cá estivesse ia, de certeza, pensar que estamos no céu.

04/09/08

...e há presentes assim!

Quando saber é o segredo
Falta ainda arrumar todo o vazio
Longe dos nomes e do medo
das chuvas dos olhares do muito frio

Apartar o predicar da predação
Sorrir o mal cardíaco da luz
Que despe e denuncia a escuridão
e assim clara como cega nos conduz

03/09/08

...da improbabilidade do riso

Diz-me o mestre: "o seu trabalho está muito filosófico.
Tem de me dar algo de mais palpável!"
Calei e saí.
Digo à minha amiga:" sabes que o mestre diz que
está muito filosófico, tem de ser mais palpável!!!"
Resposta pronta da amiga:
"simples! escreve o trabalho em braille!"...

02/09/08

...o Big Brother tem novo nome!

O trânsito fluiu e cheguei cedo a casa.
Sandálias fora, saco no chão , livros para cima do sofá e
zás: ligo o televisor. Estava sintonizado na Sic Mulher...
"A casa do Dr.Phil"!
Já viram? Eu vi e fiquei agoniada!
O psicólogo mais mediático dos Estados Unidos da América
e reconhecido como um dos "the best one" consegue fazer
um show(e aqui vale a bivalência da palavra) de voyerismo,
mais repugnante do que qualquer Big Brother da televisão nacional!
Em nome de quê, Dr. Phil? Da saúde psicológica dos intervenientes,
espectadores e seus fiéis seguidores?
Está tudo doido!?

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk