12/06/09

dos santos populares e afins

Anda pla vida à futrica
o estica larica o mangas portuga
Fecha-se em copos e copas
cafés e cachopas trabuca e madruga

galfarro afiambrado pachola arremelgado
de grimpa levantada e garrafal
amigo do amigo farelo e muito umbigo
vestiu-se e veio a pé pró arraial

viva o Santo António viva o São João
viva o dez de Junho e a restauração
viva até São Bento se nos arranjar
muitos feriados para festejar

gosta de armar ao efeito
Baboso e com jeito pra ser bagalhudo
Mas na mulher do carteiro
Já manca o dinheiro alfaces e é tudo

Se ele anda com nerveco grazina dum caneco
Lá vai o lascarino pró granel
E faz as partes gagas fosquinhas de aldiagas
Palrando até fazer grande arranzel

Chorou por causa da seca que a terra ficou viúva
Até correu seca e Meca fartou-se de pedir chuva
A chuva quis-lhe agradar banhou a terra as
culturas
A água deu-lhe pla barba a fome em farturas

Ás vezes já nem petisca
A doença na isca é má pró vistaço
Os vinhos e os jaquinzinhos
São só descaminhos vai dar ao esquinaço

És tu pião das nicas das bocas e das dicas
Que pegas nos calcantes e te vais
Adeus leão dos trouxas chupado das carochas
Que foste no embrulho uma vez mais


Anda pla vida à futrica
o estica larica o mangas portuga
Fecha-se em copos e copas
cafés e cachopas trabuca e madruga

galfarro afiambrado pachola arremelgado
de grimpa levantada e garrafal
amigo do amigo farelo e muito umbigo
vestiu-se e veio a pé pró arraial

viva o Santo António viva o São João
viva o dez de Junho e a restauração
viva até São Bento se nos arranjar
muitos feriados para festejar

gosta de armar ao efeito
Baboso e com jeito pra ser bagalhudo
Mas na mulher do carteiro
Já manca o dinheiro alfaces e é tudo

Se ele anda com nerveco grazina dum caneco
Lá vai o lascarino pró granel
E faz as partes gagas fosquinhas de aldiagas
Palrando até fazer grande arranzel

Chorou por causa da seca que a terra ficou viúva
Até correu seca e Meca fartou-se de pedir chuva
A chuva quis-lhe agradar banhou a terra as
culturas
A água deu-lhe pla barba a fome em farturas

Ás vezes já nem petisca
A doença na isca é má pró vistaço
Os vinhos e os jaquinzinhos
São só descaminhos vai dar ao esquinaço

És tu pião das nicas das bocas e das dicas
Que pegas nos calcantes e te vais
Adeus leão dos trouxas chupado das carochas
Que foste no embrulho uma vez mais


Carlos Paião

Sem comentários:

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk