01/08/07

dos Sentimentos e da Poesia( em português)

Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo o dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo o dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.

E então serás eterno.


Cecília Meireles

2 comentários:

PAH, nã sei! disse...

ó xeu dona ervilhinha??
anda tanta nostalgia por estas bandas? Se soubesse fancês perguntava:quece qu'il se passe?

Desculpa... mas ando um pouco "avec" a mania dos francês... ora passe lá no canto, "s'il faz favor" ;)

Aspásia disse...

COMO A PAH E´O QUE EU DIGO...

ALLONS, PETITS POIS DE LA PATRIE!!!

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

Arquivo da ervilheira

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk