18/09/07

...os "ses" do(s) Outro(s)

Se, para possuir o que me é dado,
Tudo perdi e eu própio andei perdido,
Se, para ver o que hoje é realizado,
Cheguei a ser negado e combatido.

Se, para estar agora apaixonado,
Foi necessário andar desiludido,
Alegra-me sentir que fui odiado
Na certeza imortal de ter vencido!

Porque, depois de tantas cicatrizes,
Só se encontra sabor apetecido
Àquilo que nos fez ser infelizes!

E assim cheguei à luz de um pensamento
De que afinal um roseiral florido
Vive de um triste e oculto movimento



António Botto
"Aves de Um Parque Real"

2 comentários:

PAH, nã sei! disse...

Minha querida, passa lá no canto... o teu comentário fez-me (re)pensar ...

desculpa a gralha do comentário anterior... mas fui operada no sábado à minha patinha esquerda :(

Aspásia disse...

LINDO!

A VIDA E OS SEUS CICLOS... MARÉ ALTA... MARÉ BAIXA...~
E NÓS CONTRA VENTOS E MARÉS TEMOS DE BOLINAR...

BEIJO BOLINADO PARA A ERVILHA REDONDINHA!

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk