13/06/07

a um Minhoto


MEMÓRIA

Ora isto, Senhores, deu-se em Trás-os-Montes,
Em terras de Borba, com torres e pontes.
Português antigo, do tempo da guerra,
Levou-o o Destino pra longe da terra.
Passaram os anos, a Borba voltou,
Que linda menina que, um dia, encontrou!
Que lindas fidalgas e que olhos castanhos!
E, um dia, na Igreja correram os banhos.
Mais tarde, debaixo dum signo mofino,
Pela lua-nova, nasceu um menino.
Ó mães dos Poetas! sorrindo em seu quarto,
Que são virgens antes e depois do parto!
Num berço de prata, dormia deitado,
Três moiras vieram dizer-lhe o seu fado
(E abria o menino seus olhos tão doces):
«Serás um Príncipe! mas antes... não fosses.»
Sucede, no entanto, que o Outono veio
E, um dia, ela resolve ir dar um passeio.
Calçou as sandálias, tocou-se de flores,
Vestiu-se de Nossa Senhora das Senhoras:
«Vou ali adiante, à Cova, em berlinda,
António e já volto...» E não voltou ainda!
Vai o Esposo, vendo que ela não voltava,
Vaí lá ter com ela, por lá se quedava.
Ó homem egrégio! de estirpe divina,
De alma de bronze e coração de menina!
Em vão corri mundos, não vos encontrei
Por vales que fora, por eles voltei.
E assim se criou um anjo, o Diabo, a lua;
Ai corre o seu fado! a culpa não é sua!
Sempre é agradável ter um filho Virgílio,
Ouvi estes carmes que eu compus no exílio,
Ouvi-os vós todos, meus bons Portugueses!
Pelo cair das folhas, o melhor dos meses,
Mas, tende cautela, não vos faça mal...
Que é o livro mais triste que há em Portugal!

António Nobre

8 comentários:

D. Maria e o Coelhinho disse...

TOU TÃO CHATEADA !!

D. MARIA

Maria Velho disse...

Cara D.Maria
Neste momento é-me de todo impossível atende-la.Mas, marque consulta com a minha secretária e , amanhã, sem falta recebe-la-ei.
aqui lhe deixo o nº do meu consultório:00336699003131, horário de expediente das 12h00 ao meio dia e das 00h00 à meia noite.

Até amanhã e se sentir muito aflita com a chateação, coloque um victan(zito) debaixo a língua.
Ah! e não coma láparos, laparotos ou similares até à consulta de amanhã.

Boa noite!

Aspásia disse...

AHAHAHAHAHAHAAAA!!!!

ERVILHOKA NAO TENHO JA TEMPO DE LER O POST MAS ESTOU A RIR DA RES+OSTA Q DFESTE A D. MARIA Q ALIAS JA VI A MESMA FRASE NOUTROS SITIOS...
DEVE SER SPAM...

MAS DEVIAS TER DITO Q DAVAS CONSULTA DAS 12:00 AO MEIO DIA DE 2ª A 3ª FEIRA... COMO DIZIA O SAUDOSO CARLOS PAIÃO...

VOLTO QDO PUDER P LER O MINHOTO

BEIJOOOOEESSSSS...

PS - HOJE O MEU VELHOTE FAZ 93 ANOS MAS NEM SEI SE TEREI TEMPO D EPOR ALGO NO QUINTAL....

Maria Velho disse...

LEO

DADO QUE O TEU JARDIM ESTÁ EM FASE DE DESINFESTAÇÃO E EU NÃO TENHO FATO DE PROTECÇÃO(POR ISSO NÃO POSSO LÁ IR SEM ME ATIRAREM PARA O ERROR) FICA AQUI UM BEIJO ENOOOOOOOOOOOORME
PARA O SR. RUI NASCIMENTO E OBRIGA-O A SOPRAR A VELINHA E A PEDIR UM DESEJO. O MEU É QUE ELE VIVA COM SAÚDE E ALEGRIA...
UM XI CORAÇÃO DA
MARAVILHA, DESCULPA DA MAR-ERVILHA!

Aspásia disse...

OLA ERVILHA

BELO POEMA... OS NOSSOS POETAS ANDAM MTO ESQUECIOS TIRANDO O CAMÕES E O PESSOA...
CONHECIA, MAS GOSTEI DE RELER...

SERÁ Q PODES IR AO QUINTAL?? O MEU PAI DEU UM MINI RECITAL DE VIOLINO E ESTÃO FOTOS DO LANCHE...

OBGDA PELOS VOTOS, AGRADECEMOS, ESPERAMOS ESTAR TODOS PARA O ANO!!!

BEIJINHOS MAR-ERVILHOSOS

Maria Velho disse...

LEO JÁ FUI ESPREITAR O LINDO SR, NASCIMENTO, COM UM AR FELIZ E O SEU BOLINHO COM VELA...TAMBEM VIA TIA JU E A TOI-MÊME E ENFIM..A LUZ DESLIGOU! NEM CONSEGUI ESCREVER NADA QUE O SEND ERROR REPORT APARECEU E INTERPÔS-SE.
mAS DAQUI LHE ENVIO UM ABRAÇO E PARABÉNS POR AINDA TER TANTA ALEGRIA DE VIVER E TOCAR..
TENS UM PAI QUE É UM "MUST"...

TINTA PERMANENTE disse...

(o Nobre é um dos búzios do meu mar! Que é, naturalmente, minhoto...)
Porque de histórias e poetas se fala, veio-me a jeito...

'Era uma vez...
(principia assim
uma história de infância.
A sua fragância
vem agora a mim...)
Era uma vez...
uma tia já velhinha, tão bondosa!
De cabelos brancos, de alma cor-de-rosa.
Contava história de fadas,
contava histórias de heróis,
onde, em trovas namoradas,
falavam luas e sóis!
Mas de todas a mais linda
que revivo e lembro ainda,
a mais linda e a mais feiticeira
acabava desta maneira:
"À Torre da Babilónia
quem lá vai nunca mais torna.
Torre tão alta, tão bela
que entra pelo céu dentro
como se fosse uma estrela!"
E os lábios que eu tinha dantes
repetiam palpitantes:
"Torre tão alta, tão bela
Que entra pelo céu dentro
como se fosse uma estrela!"
E logo em meu coração
prolongava-se a canção:
"À Torre da Babilónia
quem lá vai nunca mais torna!"
Certo dia
perguntei porque não via
essa tia velhinha, tão bondosa.
De cabelos brancos e alma cor-de-rosa,
de cabelos brancos, de tranças de neve,
de alma cor-de-rosa, cor-de-rosa e leve...
Para onde tinha fugido
quem me deixara entrever
tanto reino prometido?
- Ninguém mo soube dizer!
De súbito, a memória
respondeu-me, contando a linda história:
À Torre da Babilónia
(torre tão alta, tão bela
que entra pelo céu dentro
como se fosse uma estrela)
quem lá vai, nunca mais torna...


Deixo-lhe a Torre da Babilónia, do meu velho professor e amigo Pedro Homem de Mello; que escolhi para me acompanhar naquele passeio à beira mar!
Abraços!

Maria Velho disse...

Caro Canho
Como já adivinhou , certamente, hoje estou em "banho-maria".
Cheguei a pensar que a dedicatória não tivesse surtido qualquer efeito...mas, as pessoas inteligentes sempre se apercebem das "coisas".
Pedro Homem de Mello...que saudade quando meu Pai ainda andava por aqui. Conheci pessoalmente e, na altura uma miúda já muito interessada pelo mundo dos adultos, cheguei a interpelá-lo com problemas existenciais que ele achava imensa graça e dizia a meu pai, penso que com algum orgulho,a tua filha é muito "fina!"( claro que não era da minha magreza que ele falava...)
Gostei imenso de ouvir este poema/história de encantar que poderei embalar no meu ouvido até o murmulhar das ondas se soltar de mim.
Bem haja!

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

Arquivo da ervilheira

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk