13/07/07

Da simplicidade dos Afetos(outros)

Caçador de mim
Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu caçador de mim
Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito à força numa procura
Fugir as armadilhas da mata escura
Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu caçador de mim


Milton Nascimento

2 comentários:

Aspásia disse...

MAGNIFICO

IDENTIQFIQUEI-ME IMENSO...
TAMBÉM TENHO TIDO QUE VENCER PELO MENOS LUTAR CONTRA MUITOS MEDOS...
E O MEDO DE TER MEDO, DE NÃO SER CAPAZ, É O PIOR DE TODOS!
COM ALGUMA CALMA LÁ SE VÃO FAZENDO AS COISAS... DEVAGAR...

BEIJINHO JÁ MAIS DESTEMIDO...

rui rebelo disse...

adoro essa canção. mas se não me engano, falta uma linha no fim.

"eu, caçador de mim"

Salvo erro era nesse disco, do lado A tinha um poema do Brecht dito em castelhano antes da música "sueño con serpentes"

já lhe enviei um mail com o mp3

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

Arquivo da ervilheira

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk