18/07/07

da Vida (1)

Aquele que se suicida é o prisioneiro que, vendo que se levanta uma forca no pátio, julga que lhe é destinada, foge da sua cela, desce para o pátio e enforca-se ele mesmo.

Franz Kafka

1 comentário:

anarresti disse...

depois de ler uma série de vezes, ainda não tenho a certeza de ter compreendido. felizmente, se calhar. fiz uma busca, para encontrar uma citação de Nietzsche. "A idéia do suicídio é uma grande consolação: ajuda a suportar muitas noites más". eu ainda aqui estou, vivinho da silva e construindo a felicidade. no entanto, identifico-me um pouco com essa ideia de trazer conforto saber que me posso suicidar. já passei por esse tipo de pensamento, em fases menos boas. mas é muito forte essa de um prisioneiro só deixar de o ser [fugindo da cela] durante o tempo necessário para se enforcar. como se a morte fosse o único comboio possível para sair da estação e estivesse mesmo, mesmo de partida.

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

Arquivo da ervilheira

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk