17/05/09

...ainda há dias que PRECISAM SER CELEBRADOS!

7 comentários:

jorge c. disse...

Lembrados todos os dias e respeitados. Celebrados não percebo porquê.

Maria Velho disse...

Pura semântica, Jorge. Celebrar a vida não implica enormes festanças, pois não? Celebrar este dia é lembrar que ainda se matam, torturam, estigmatizam, oprimem, ostracizam , entre tantas outras coisas, seres humanos pela sua orientação sexual. Celebrar é respeitar o ser humano e os seus direitos, sem preconceitos. E preconceito têm significância negativa. Sempre!
E eu digo "ainda há", ou seja, eu desejava que, em pleno séc. XXI já não fosse necessário este tipo de celebração...
Fiz-me entender?

jorge c. disse...

Não percebo a agressividade. Só manifestei uma opinião Peço desculpa.

Maria Velho disse...

Agressividade, Jorge? Onde? Não confundas a minha assertividade com agressividade. Nunca o seria gratuitamente. Se o sentiste, quem pede desculpa sou eu...

jorge c. disse...

Não, foi apenas o "Fiz-me entender?" que me pareceu demasiado hostil. Normalmente as pessoas espantam-me com a forma como defendem as suas convicções sem respeitar as dos outros. Nos últimos tempos isso tem-me acontecido imenso e começo a perder a esperança na sensatez das pessoas, só isso.

Maria Velho disse...

Pois, Jorge fica a saber que esta forma é um vício por (de)formação profissional. Sempre que explico alguma coisa, tendo a perguntar se me fiz entender e nunca, mas nunca mesmo, alguem sentiu hostilidade da minha parte. Volto a reiterar as minhas desculpas, embora me surpreenda que achasses que eu estava a ser hostil ou a repudiar-te.
Falhas de e na comunicação, com toda a certeza. Ouviste a música?

Beijinhos

jorge c. disse...

Ouvi.

passearam no meu país...

Raríssimas...sabe o que é?

A minha "mais Kika"

A minha "mais Kika"

Dizer Não!!!

om

Alguns minutos de Boa Música

Loading...

www.endviolenceagainstwomen.org.uk